Style Guider

Anna Balecho| Fotógrafa

Anna Balecho é licenciada em Fotografia e Cultura Visual pelo IADE e pelo Instituto Português de Fotografia. O seu trabalho, em negativos de 35mm, explora um mundo pessoal: memórias visuais que expressam amor, sonhos e amizades. As suas fotografias unem o mundo da moda, da arte e das viagens. Documentam meticulosamente momentos de emoção passageira e de beleza, a essência da juventude moderna através de um genuíno sentido estético, melancólico e misterioso. Esta jovem artista portuguesa já participou em diversas exposições colectivas, tanto em Portugal como na Alemanha e Inglaterra. Conta já com várias referências ao seu trabalho, em inúmeras publicações impressas nacionais e internacionais como: Dossier, Dazed & Confused, Volume, Girls on Film, Metal, C-Heads, Colaborador, Ballad Of, entre outras. 

“Memories, All at Discount Rates” foi a sua última exposição individual, criada com o apoio da agência criativa NO WAY (Londres). Reúne um corpo de trabalho de mais de dois anos de prática, detalhando viagens, backstages, pontos de vista pessoais e de desenvolvimento como artista. Deixando de fora o photoshop e as produções mais comerciais, Anna Balecho é nossa convidada e a StyleGuider desta semana.

Como defines o teu estilo? 
Tento não o fazer. Gosto de clássicos, gosto de streetwear, alguma high fashion, gosto de umas Chelsea Boots. Retiro o que visualmente me interessa (isto inclui de forma cíclica o roupeiro de amigos homens). Sou de pormenores. Sempre fui mais de detalhes do que de big pictures.

Qual o criador de moda a quem davas poderes de fada madrinha?
Pelo criativo que é, mais do que pela roupa que desenha, Marc Jacobs.

A peça ou acessório de moda que é a tua cara?
Anéis. São a única coisa em que, claramente, perco a noção do exagero.

A tendência da estação a que não vais dar a hipótese de conhecer o teu armário?
Não acredito muito em proibições, mas tenho sérias dúvidas em relação aquelas Jeffrey Campbell.

Branco ou preto?
Nutro o maior amor pelos dois, não consigo escolher.

Simples ou complicado?
Simples!

Confortável ou sofisticado?
Não os acho opostos.

Que música, filme ou livro têm influenciado mais o teu trabalho ultimamente?
Estou a reler o Reborn, os diários de 47 a 63 de Susan Sontag, e o Inverno do Nosso Descontentamento de Steinbeck. Já a música segue o mood e não o contrário. Há dias em que só fotografo com Weeknd, outros só oiço Architects, outros Joy Division…

Qual o criativo que gostarias que te telefonasse a dizer: “Tive uma ideia e gostava de trabalhá-la contigo…”
Estou aberta a sugestões…

Qual a peça ou acessório de moda que tens raiva de não teres sido tu a criar?
O iPhone, pode ser considerado um acessório de moda?

Qual a tendência da estação que foi paixão à primeira vista? 
Bomber Jacket. Tendência ou não, quero.

 

 

O Guia de Anna Balecho

Os meus locais de eleição

O restaurante?
Um bom de sushi, a sério, qualquer um.

A tua região, em Portugal, preferida?
Lisboa - Chiado. 

O café (espaço)?
Fábulas

O melhor espaço para concertos? 
Ainda são alguns, felizmente. 

Festival que nunca perdes?
Primavera Sound, ainda só fui a um, mas duvido que o próximo cartaz me desiluda. 

O sítio para sair à noite? 
Bar 36 (Bairro Alto) e Lux, ou uma festinha algures. 

O destino de férias?
Ando com vontade de conhecer Santorini, férias na praia. 

O lugar na cidade que tens a mania que é teu?
No Verão, o Adamastor.

Um lugar que tens a mania que mais ninguém conhece?
Sintra…  

Um lugar que toda a gente já conhecia e ao qual foste pela primeira vez há pouco tempo?
Ainda não entrei na Pensão Amor.

Um passeio que te faz saltar da cama?
Feira da Ladra ao sábado de manhã!

 

O hotel pelo qual trocavas já hoje o conforto do lar?
Assim de repente, nenhum. 

O restaurante do qual fazias a tua cantina?
Não sei o nome, mas aquele Russo Vegetariano nas traseiras da Almirante Reis. 

O bar na cidade para o qual vale a pena perderes tempo a produzir-te?
Sou um bicho de hábitos. Bar para mim é o 36.

O espaço nocturno que consegue arrancar-te do sofá?
Qualquer um dos que falei atrás. 

O cabeleireiro ao qual te entregas de olhos fechados?
Tenho sérias dúvidas que consiga responder-te a esta pergunta sem fazer má cara, risos. 

A loja onde gostarias de ter crédito ilimitado?
Qualquer uma que venda câmaras Leica. E já que estamos a pedir, Bimba & Lola.

 

Créditos:

Produção: Marisa Folgado Fotos detalhes: Anna Balecho Fotos de perfil: Luís Martins

X Fechar comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

Detalhes